fbpx

Componentes de um sistema caseiro de aquaponia

Escrito por Cleber Alexandre
Aquaponia caseira é uma opção para quem quer plantar o próprio alimento. É uma forma de você ter total controle sobre como ele é produzido e ter a certeza de estar consumindo um alimento vivo e natura

Além disso, economiza dinheiro com compras no mercado e reduz a produção de resíduos com todas aquelas sacolas e embalagens. Tudo começa na escolha de uma técnica e para isso acho que posso ajudar.

As partes que fazem um sistema de aquaponia caseira

  1. Tanque de peixes, que pode ser feito com caixas d'água, cisternas, aquários, tanques, piscinas ou escavado no solo (e vedado).
  2. Sump, um tanque menor localizado na parte mais baixa do sistema. Serve para receber e armazenar a água e mantê-la recirculando pela ação de bombas d'água.
  3. Grow beds ou camas de cultivo, que podem ser no estilo NFT (fluxo laminar de nutrientes), flutuante (raft beds ou deep water culture), ou em substrato (brita, pedrisco, seixos rolados ou argila expandida).
  4. Biofiltro. Em sistemas caseiros e de pequeno tamanho, você não precisa se preocupar com montar um biofiltro, se tiver camas de cultivo em substrato.
  5. Filtro mecânico. Em sistemas caseiros e pequenos talvez você não precise de um filtro mecânico, porque as camas de cultivo, se forem projetadas adequadamente, podem fazer esse tipo de filtragem.

Na aquaponia, toda água deve começar no sump e terminar no sump. Você pode alinhar o seu sistema:

SUMP > GROW BEDS > TANQUE DE PEIXES > FILTRO MECÂNICO > BIOFILTRO > SUMP

...ou criar loops (circuitos ou círculos) entre o sump e as outras partes:

loop 1: SUMP > GROW BEDS > SUMP
loop 2: SUMP > TANQUE DE PEIXES > FILTRO MECÂNICO > SUMP
loop 3: SUMP > BIOFILTRO > SUMP

A vantagem disso é poder customizar o fluxo de água entre cada parte, e assim melhorar a eficiência do sistema. Outra vantagem é poder fazer manutenção em uma parte sem precisar desligar tudo.

Sistemas com taxas de estocagem de peixes maior do que 5 Kg por metro cúbico precisam de alguma forma de filtragem mecânica e opcionalmente sistemas de mineralização de lodo.

Jambu crescendo bonito em plena Curitiba! Só mesmo com aquaponia. Foto: Adir João Alexandre.
Vista frontal do nosso sistema caseiro de aquaponia. Foto: Adir João Alexandre.
Nosso cardume de lambaris, 200 no total. Sistema de aquaponia caseiro de Cleber Alexandre em Curitiba, Paraná.
Couve, agrião, erva-doce em nosso sistema de aquaponia caseiro.
Cuidado com a menta, pois suas raízes são compridas e podem bloquear a saída de água!
A aquaponia nada mais é do que uma tentativa de simular um ecossistema natural. Na natureza estão todas as respostas, é só a gente que precisa aprender a observar e formar nosso conhecimento.
Bons estudos, bons experimentos e seja bem-vindo ao universo da aquaponia!

Aquaponia
no seu e-mail

Insira seu e-mail no formulário abaixo para se inscrever em nossa lista de e-mails para receber conteúdos exclusivos e promoções especiais sobre nossos cursos.

2 comments on “Componentes de um sistema caseiro de aquaponia”

  1. […] Meu primeiro projeto de aquaponia em casa foi feito com caixas d’água, aquários grandes, canos de PVC que eu tinha da minha estufa de hidroponia, baldes, registros e itens da construção civil. Murray, como era construtor de barcos e tinha experiência e habilidades para trabalhar com materiais, fez seu primeiro sistema com tanques de fibra de vidro, feitos em casa! […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aquaponia no seu e-mail

Receba conteúdos fresquinhos sobre o universo da aquaponia para continuar aprendendo sobre a técnica.
Reprodução proibida sem autorização.
Conteúdo de propriedade de C.A. Produção de Conteúdo - CNPJ 20.432.699/0001-76
Produção
Cleber Alexandre